Litterature

Disponible uniquement sur Etudier
  • Pages : 7 (1706 mots )
  • Téléchargement(s) : 0
  • Publié le : 29 novembre 2010
Lire le document complet
Aperçu du document
Resumo das anotações da turma sobre os textos expostos pelo professor Alexandre Bebiano na disciplina de Introdução à literatura francesa

1 - Familiale - Jacques PRÉVERT (Daniela M. Morais)

Sobre o autor:
-participou do movimento surrealista

Sobre o poema:
-Linguagem próxima ao público
-exige leitor ativo
-gênero lírico e épico
-contém:
-paralelismo sintático
-anacoluto (rupturada frase, para dar ênfase) = mise en relief (significa « colocado em relevo », ou seja, em destaque)
-ironia
-enjambement
-versos livres
-perguntas retóricas
-rimas internas
-adverbios de ênfase (tous, seulement)

O poema pode ser dividido em diferentes pontos de vista:
-os 3 primeiros versos = visão da mãe
-os 6 seguintes = visão pai
-os próximos 11 = visão filho

-não respeitaconvenções gramaticais (metrificação)
-não tem pontuação
-utiliza linguagem coloquial

(http://fr.wikipedia.org/wiki/Jacques_Pr%C3%A9vert)

2 - Le Petit Prince – Saint-Exupéry (Daiane Araújo)

- conteúdo quase filosófico; capítulos com lições morais (humanistas): o aviador parece
sempre aprender alguma coisa com o Pequeno Príncipe. É como se o autor ensinasse
aos leitores coisas que elessabiam, mas esqueceram;

- baobás: conteúdo simbólico, que precisa ser decifrado; allégorie: une forme de
répresentation (narration) du particulier au universel;

- frases impessoais;

- imparfait: aspect itératif (décor; fond);

- passé simple: action définie (premier plan);
le temps de la narration est le passé; le temps du narrateur est le présent.(http://fr.wikipedia.org/wiki/Petit_Prince)

3 – L'Etranger – Albert CAMUS (Marília Garrido)

- Unité d’action: mise en intrigue; casualité entre les événements (tudo é banal); focalisation interne (récit homodiégétique (Définition: Dans un récit, désigne un personnage qui raconte un récit dans lequel il figure lui-même ; le personnage est un personnage de sa propre narration)): quem fala é a 1ª pessoa, o narrador fala em seuponto de vista, é suspeito.

- Indiferença em relação às coisas importantes da vida;

- “peut-être”: único modalizador;

- Absurdo do dia-a-dia;
- Temps du récit (événements) = temps du discours (écriture), eles são concomitantes;

- Enredo sem encadeamento;

- Verbos declarativos;

- Autocorreção (epanorthose);

- Verbos declarativos do discours rapporté (indireto), porém semmodalizadores: ricaner, détester, critiquer, accuser, déplorer;

- Auerbach: technique du projecteur – recurso de simplificação, faz parte do absurdo, progressão do diálogo sem modalizadores ou comentários;

- Progressão dos pronomes com intercalação de EU e ELA;

- O personagem não foi condenado por ter matado e sim por ser uma pessoa fria;

- “Conclusão”: O homem só é livre quando sabe quevai morrer.

(http://fr.wikipedia.org/wiki/L%27%C3%A9tranger)

4 – Poèmes de VERLAINE (Jessica Ferraz)

Art Poétique

− Antes do séc. XIX – literatura focada no lado político-social, etiqueta, etc.
− Após séc. XIX – distanciamento entre poesia e reivindicações sociais
− segunda metade do séc. XIX – Romantismo, maior subjetivismo
− Verlaine começa sendo parnasiano, mas acaba mudando para oSimbolismo (utiliza versos
livres)
− Poema metalinguístico
− Tutoiement – não era esperado na época → Aproximação do leitor
− Imitação – paródia – uso da ironia (Art Poétique)
- pastiche – imitação à maneira de...
− Critica rimas, mas as utiliza
− Paradoxo/ Ironia
− Dá as regras utilizando-as
− Uso de expressões imperativas
− Para Verlaine, todas as palavras devem ter sentido
− Uso deletra inicial maiúscula para representar entidades ou alegorias
− Homofonias, assonâncias, aliterações, rimas (equivocadas, embrassées), jogos de palavras
fáceis
− Maioria dos versos tem 9 sílabas (não são todos)
− Méprise – confusão/ ambiguidade
− Mistura de registros
− Pointe assassine – agudeza retórica
− Ironia entre forma e conteúdo

Il pleure dans mon coeur

− Linguagem de...
tracking img